segunda-feira, 6 de julho de 2015

Jovem vítima de bala perdida morre no hospital e família pede justiça


Os familiares da adolescente Maria Aparecida Freitas Trigueiro, de 17 anos, morta após quatro dias em coma no hospital Walfredo Gurgel, depois de ter sofrido um tiro na nuca, esperam que a polícia investigue e prenda o suspeito que atirou. A jovem estava na frente da casa da irmã, na rua Nossa Senhora da Apresentação, no bairro Guarapes, na noite do dia 29, quando foi alvo de uma bala perdida durante um tiroteio que aconteceu no local.
A prima de Maria, que preferiu não ter a identidade revelada, conversou com a reportagem do Portal BO e relatou que a estudante tinha saído de casa para ver uma apresentação de festejos juninos e conversava com a irmã quando ocorreu um tiroteio.
“Ela já caiu desacordada com um tiro na nuca, imediatamente prestamos socorro, mas infelizmente minha prima não resistiu depois de cinco dias lutando pela vida. O que todos nós queremos agora é justiça e que esse homem que atirou seja preso para que outros inocentes não morram também”, disse.
Algumas testemunhas do fato relataram que o suspeito é conhecido de todos no bairro e considerado perigoso, por isso que muitas pessoas preferem o silêncio quando são indagadas sobre o assunto. Maria Aparecida foi sepultada na tare deste sábado (3), em um clima de muita revolta e tristeza. O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário