segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Agentes encontram cinco armas e espingardas artesanais em Alcaçuz

Armas de fogo estavam em esconderijos feitos pelos presos.
Sejuc agora quer identificar os proprietários dos materiais.
G1RN - Os agentes penitenciários da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária encontraram mais armas de fogo dentro do Pavilhão 5 de Alcaçuz. Durante uma revista feita na madrugada deste domingo (29), eles apreenderam três revólveres, uma pistola, uma mini pistola e ainda três espingardas calibre 12 feitas artesanalmente pelos próprios presos.

Além disso, os agentes também apreenderam diversas munições, de calibre 32, calibre 38, calibre 380, calibre 635 e calibre 12. O secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Wallber Virgolino, confirmou ao G1 a informação e disse que a revista feita nesta madrugada resultou ainda na apreensão de celulares.
Na sexta-feira (27), quando houve a intervenção dos agentes penitenciários do Rio Grande do Norte juntamente com a Força Tarefa de Intervenção Penitenciária, um revólver havia sido apreendido, bem como mais de 500 facas artesanais,celulares e drogas.

A Operação Phoenix deve durar 30 dias e tem como objetivo “retomar, permanecer, reestabelecer e reformar o presídio”.

Pelo menos 111 detentos do pavilhão 5 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz terão suas penas aumentadas. Os presos foram ouvidos neste sábado (28) e, de acordo com a Polícia Civil, serão autuados de acordo com suas responsabilidades por posse de arma de fogo, posse de drogas, dano qualificado, apologia ao crime, associação criminosa ou motim.

Com a apreensão feita na madrugada deste domingo, o secretário Wallber Virgolino informou que pretende identificar os presos responsáveis pelas armas encontradas para que eles também sejam indiciados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário