sábado, 30 de dezembro de 2017

Terceira Delegacia Regional de Polícia Civil (Sede em Caicó) divulga números de 2017


Jair Sampaio - A Terceira Delegacia Regional de Polícia Civil (3ªDRP), com sede na cidade de Caicó, apresentou os dados estatísticos referentes ao ano de 2017. De acordo com os números encaminhados pelas delegacias que compõem a 3ª DRP, em toda a região foram lavrados: 7.130 Boletins de Ocorrência; 1.419 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs); 809 Autos de Prisão em Flagrante; 222 Boletins Circunstanciados de Ocorrência (BOCs) e 98 Procedimentos de Ato Infracional.

Também foram cumpridos na região cerca de 125 mandados de busca e apreensão e 121 mandados de prisão, com destaques para a Operação Dourado, deflagrada em maio desse ano na cidade de Currais Novos, e para a Operação Pano de Prato, ocorrida nas cidades de Jardim de Piranhas e Caicó nos meses de maio e agosto de 2017. Ambas as operações tiveram o objetivo de desbaratar grupos criminosos que atuavam no tráfico de drogas da região, inclusive comandando crimes de dentro do sistema prisional. Além de expressiva quantidade de drogas apreendidas, as ações policiais na região também resultaram na apreensão de 53 armas de fogo que foram tiradas de circulação.

Ao todo, foram instaurados cerca de 1613 Inquéritos Policiais nas Delegacias de Polícia Civil do Seridó neste ano, sendo que 1528 Inquéritos foram devidamente concluídos e remetidos à Justiça. Nesse sentido, as delegacias que registraram maior movimentação cartorária foram as das cidades de Caicó, Currais Novos e Parelhas.

A delegacia da cidade de Caicó registrou uma diminuição no número de homicídios neste ano, tendo sido instaurados 26 Inquéritos Policiais para apurar a autoria deste tipo de crime, enquanto no ano de 2016 foram instaurados 45 inquéritos por crimes dessa natureza. A delegacia da cidade de Parelhas registrou um considerável aumento na quantidade de ocorrências de homicídios consumados: foram 13 neste ano e apenas 06 no ano passado; todavia, dos 13 Inquéritos Policiais instaurados para apurar as mortes ocorridas, 06 deles tiveram seus autores identificados e foram concluídos e remetidos à Justiça, consistindo numa média de resolução de quase 50% dos casos.

É preciso ressaltar que a Polícia Civil opera hoje com um número de policiais muito abaixo do ideal desejado, havendo diversas delegacias da região que contam apenas com um Agente de Polícia Civil em sua lotação. Dessa forma, a parceria entre as delegacias da 3ª DRP e, notadamente, com a Polícia Militar, mostra-se fundamental para o desenvolvimento de um trabalho com um mínimo de qualidade a ser fornecido à população.

Aos policiais civis que hoje além da falta de estrutura tem que lidar com o atraso e a incerteza quanto aos recebimentos dos salários, podemos exaltá-los e reconhecê-los como verdadeiros heróis que deixam suas famílias em casa e arriscam suas vidas buscando dar à população uma melhor sensação de segurança. Nesse sentido, a Polícia Civil reafirma seu compromisso com a sociedade em lutar de todas as formas para cada vez mais prestar um serviço de qualidade e lutar incansavelmente no combate à criminalidade, desejando um feliz 2018 a todos os cidadãos potiguares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário