quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

RN pede transferência para prisões federais de 18 chefes de facção

Solicitação foi feita à Justiça Federal, disse secretário da Segurança.
No último final de semana, 26 pessoas morreram em prisão de Alcaçuz.

G1 RN - O governo do Rio Grande do Norte pediu à Justiça Federal a transferência de 18 chefes de uma facção criminosa envolvida na rebelião que resultou em 26 mortes na penitenciária de Alcaçuz, na Grande Natal.
"Apresentamos um pedido ao Judiciário e está em tramitação", disse Caio Bezerra, secretário da Segurança Pública, em entrevista na tarde desta quarta (18). Ele não falou a que facções pertencem os presos nem deu mais detalhes, sob o argumento de não querer prejudicar a investigação.

Nesta quarta, 220 presos de dois dos cinco pavilhões de Alcaçuz foram transferidos para a Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), que, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), está em situação "péssima". "O PEP é uma das unidades que estão em melhor condição aqui no estado", disse o secretário.
A escolha de 220 dos cerca de 1.600 presos se deveu a uma necessidade "logística" -- eram os que estavam em pavilhões mais próximos à saída de Alcaçuz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário