terça-feira, 16 de outubro de 2018

Em evento de Haddad, Cid Gomes chama petitas de "babacas" e ataca Lula

‘Plano terrorista do PCC foi tramado no presídio de Mossoró’, diz investigação da PF

A PF chegou a gravar as conversas entre Beira-Mar e Abel Pacheco de Andrade, o Vida Loka, líder do PCC, sobre os métodos utilizados no passado por terroristas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para atacar as autoridades que atuam no combate ao tráfico de drogas.

Na conversa, Beira-Mar cita a necessidade de se valer de sequestro de autoridades em troca da liberdade de criminosos, explosão de torres de transmissão localizadas em áreas industriais e, também, sequestro de pessoas “importantes” para barganhar pela soltura de líderes “importantes”.

“A guerrilha foi, pegou umas autoridades, três ou quatro autoridades, aí falou: Ó, dou tantos dias pá. Dou tantos dias pá liberar; se não der, rápt! Rapaz, pegou o primeiro”, disse Beira-Mar a Abel Pacheco em uma das conversas.

As conversas, segundo a PF, ocorreram em junho de 2017, na Penitenciária Federal de Mossoró (RN), onde Vida Loka e Beira-Mar estavam detidos. Após ser transferido para Porto Velho (RO), Vida Loka teria repassado as informações para Roberto Soriano e Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, outras duas lideranças do PCC.

Em Porto velho, os investigadores encontraram, entre os bilhetes apreendidos na Penitenciária Federal da cidade, fragmentos que citam necessidade de ações violentas contra o sistema penitenciário do País durante o período das eleições.

O objetivo, segundo a PF, era “tentar convencer as autoridades a reverem os procedimentos de segurança das penitenciárias federais”, considerados pelo PCC como “opressores”. “Essas eleições para governador e presidente podem até contribuir ao nosso favor; (…) desse modo obrigá-los a considerar que o melhor caminho seja ceder à negociação, aceitar as reivindicações exigidas, isso mesmo tendo ciência e consciência que irão recuar provavelmente até o presidente”, dizia um dos bilhetes apreendidos.

Planos tinham como alvo o Depen de Brasília e agentes públicos Os investigadores conseguiram detalhar e interromper o plano, após análise de bilhetes encontrados no esgoto das celas da penitenciária de Porto Velho. Essa troca de informações entre Soriano, Pacheco e Nunes resultou nos planos Pé de Borracha e Morada do Sol.

O primeiro teria como objetivo explodir um carro-bomba no estacionamento da sede do Depen em Brasília. Segundo o plano interrompido, além dos explosivos, o carro teria um envelope com as exigências da facção, entre elas visita social de cinco horas, visita íntima semanal, banho de sol de duas horas, tratamento digno e televisão e rádio em todas celas.

“Amigos, deixamos claro, independentemente de liberar a íntima (visita), ao nosso ver o projeto deve ser colocado mesmo assim em prática, pois o propósito será quebrar todas as principais opressões conforme explicado no salve anterior”, diz um dos bilhetes enviados por Pacheco a companheiros e apreendido pela PF no esgoto do presídio de Porto Velho.

A Morada do Sol, por sua vez, era para sequestrar, torturar e assassinar agentes públicos e pressionar o governo federal e o Supremo Tribunal Federal (STF) a liberar as chamadas visitas íntimas nos presídios federais. As visitas estão suspensas desde julho de 2017.

“As investigações identificaram que a facção criminosa já havia realizado o levantamento da rotina e da atividade de diversos servidores públicos fora do ambiente de trabalho para serem sequestrados e/ou assassinados em seus momentos de folga”, disse a PF, por meio de nota.

Informações do OP9

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

47% dos eleitores não votariam em Haddad 'de jeito nenhum', diz Ibope

No segundo turno, potencial de votos de Bolsonaro supera o do candidato do PT, segundo pesquisa

Segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 15, 47% dos eleitores dizem que não votariam "de jeito nenhum" em Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição presidencial. Por outro lado, 35% do eleitorado afasta a possibilidade de votar em Jair Bolsonaro (PSL). Na pesquisa, Bolsonaro tem 59% das intenções de votos válidos e Haddad aparece com 41%.

Fonte: Estadão

Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%

Nos votos totais, Jair Bolsonaro, do PSL, tem 52%, e Haddad, 37%. Pesquisa é a primeira do Ibope no segundo turno das eleições.

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sábado (13) e domingo (14), e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 59%
Fernando Haddad (PT): 41%

COVARDIA! BANDIDOS AGRIDEM DONO DE AÇOUGUE DURANTE ASSALTO EM JARDIM DO SERIDÓ, VEJA VÍDEO

Com muita violência, dois bandidos assaltaram um açougue no Bairro Luzia Leopoldina, em Jardim do Seridó, na madrugada desta segunda-feira, (15). O dono do açougue, “Assis”, estava acordando para se preparar para ir à feira livre de Parelhas, como de costume, quando foi surpreendido pelos ladrões. 
Conforme filmagem das câmeras de vídeo do comércio, o dono do açougue foi agredido de muito “humilhado” pelos bandidos covardes, mas felizmente, apesar dos ferimentos provocados pelas agressões, o mesmo saiu com vida.
Numa mostra de falta de temor, haja vista que as leis brasileiras são frouxas e covardes, os bandidos nem se incomodaram com as câmeras do circuito interno do comércio, e praticaram o assalto de caras limpas.
Do Blog: Covardes, covardes, covardes!
VÍDEO EM INSTANTES
BLOG PAULINHO BARRA PESADA

Haddad ensaia autocrítica, mas tema ainda divide o PT

Candidato já citou ‘falta de controle’ em estatais, avaliação que não se reflete no posicionamento do partido
SÃO PAULO - Ao citar a falta de controle nas empresas públicas nos governos do PT, o presidenciávelFernando Haddad ( PT ) tem adotado um tom que não reproduz posicionamento oficial do partido, segundo avaliação de integrantes da campanha petista. Trata-se de opinião pessoal de Haddad e de poucas lideranças que decidiram reconhecer falhas nos governos petistas.

Embora funcione como tentativa de antídoto aos ataques do adversário, Jair Bolsonaro (PSL), a autocrítica sobre o combate à corrupção é algo anterior ao segundo turno no caso de Haddad. No sábado, em São Paulo, ele disse:

Faltou controle interno nas estatais. Isso é claro. Diretores ficaram soltos para promover corrupção e enriquecer pessoalmente .

Para Haddad, o PT fortaleceu mecanismos de fiscalização e controle da administração pública direta e indireta, mas errou ao não levar as mesmas práticas para estatais como a Petrobras.

Haddad já havia se posicionado fora do script partidário em relação a outro tema polêmico no PT, quando disse que, se eleito, o ex-ministro José Dirceu não participará de seu governo.

Já Bolsonaro afirmou no início da noite de ontem que não representa risco à democracia, ao contrário do adversário, caso seja eleito. O presidenciável citou a produção acadêmica de Haddad e posicionamentos partidários para afirmar que o risco aconteceria em um eventual governo petista.

PESQUISA CERTUS/FIERN VOTOS VÁLIDOS GOVERNO: Fátima tem 53,62% e Carlos Eduardo tem 46,38%

A Fiern publicou no início da manhã desta segunda-feira a 1º pesquisa de intenção realizada para o 2º turno para as eleições do RN.

A pesquisa foi realizada pelo instituto CERTUS e foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR – 00385/2018 e RN – 02146/2018. Ela foi realizada de 10 a 13 de outubro, com 1410 entrevistas, 7 regiões do RN, margem de erro 3%

GOVERNO DO RN – Se a eleição fosse hoje no cenário estimulado apenas com os votos válidos: Fátima Bezerra 53,62% Carlos Eduardo 46,38%

Fonte: Blog do BG

Bolsonaro vence Haddad no segundo turno com 59%, aponta pesquisa BTG Pactual

Neste domingo (14) foi divulgada a pesquisa de intenção de voto para o segundo turno do instituto FSB, encomendada pelo banco BTG Pactual.

A pesquisa estimulada mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 59% dos votos válidos, tendo 18 pontos percentuais de vantagem sobre Fernando Haddad (PT), que aparece com 41%.

Entre os eleitores do candidato do PSL, 94% disseram que não há possibilidade de mudarem seu voto. Enquanto 89% dos eleitores de Haddad já têm seu voto como definitivo.

Em votos totais, Bolsonaro aparece com 51% contra 35% de Haddad, havendo 5% de votos brancos ou nulos, 6% que dizem não apoiar ninguém e 3% que não responderam.

38% dos eleitores disseram que não votariam de jeito nenhum em Jair Bolsonaro, enquanto 53% disseram o mesmo sobre Haddad.

O levantamento também aponta que os dois candidatos ainda são desconhecidos entre a população. 7% dos entrevistados disseram não conhecer o candidato do PT enquanto 8% disseram não conhecer o candidato do PSL.

A pesquisa mostra também as “razões de voto do eleitor no 2º turno”, que mostram que apenas 10% dos eleitores de Jair Bolsonaro votarão para impedir o vitória de Haddad enquanto 84% querem Bolsonaro porque acham que o candidato é a melhor opção, enquanto 6% optaram por não responder.

O instituto entrevistou, por meio de telefones fixos e móveis, 2.000 eleitores com idade a partir de 16 anos, nos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-07950/2018.

Fonte: Conexão Política
REVISTA EXAME

Bandidos trocam tiros com vigilantes durante tentativa de roubo no detran de Mossoró

Um grupo criminoso fortemente armado, atacou os vigilantes que trabalham na segurança do Terminal Rodoviário, onde funciona a Central do Cidadão em Mossoró no Oeste Potiguar. O ataque a tiros foi registrado na noite deste domingo 14 de outubro e segundo a Polícia, o objetivo dos criminosos era roubar armas e coletes dos vigilantes.
A Polícia Militar, informou que um veículo parou em frente ao terminal, um dos ocupantes desceu armado de escopeta 12 e atirou contra os seguranças, numa forma de intimidá-lo, mas eles reagiram e trocaram tiros com os criminosos. Após uma intensa troca de tiros, os criminosos fugiram do local e não conseguiram levar nada.
Policiais Militares do GTO e da Força Tática foram acionados para o local, mas quando chegaram os suspeitos já haviam fugido e apesar das diligências realizadas na região ninguém foi preso. Nenhum vigilante foi alvejado, mas a polícia não sabe se alguém do grupo criminoso saiu ferido no confronto com os vigilantes.

Fim da Linha

domingo, 14 de outubro de 2018

Suspeitos de matarem idoso em assalto na zona rural de Campo Redondo foram presos

Repórter Seridó - O Major Moacir comandante da PM de Currais Novos informou a blog Repórter Seridó que o GTO da "3ª CIPM" de Currais Novos prendeu dois dos quatros acusados de latrocínio na zona rural de Campo Redondo.


Os suspeitos foram entregues a PM de Campo Redondo por que o crime ocorreu naquele município. Com os acusados foram apreendidos dinheiro levado da vítima, um revólver calibre 38 e 05 munições intactas. 
A PM informou que o suspeito de short azul estava na BR 226, próximo a uma parada de ônibus no sitio Maxixe, e o de short verde foi pego em seguida após ter sido denunciado pelo comparsa como informante para realizarem o assalto que resultou na morte do Sr João Gregório (Doca), 71 anos.

sábado, 13 de outubro de 2018

Idoso é morto em assalto na zona rural de Campo Redondo

Doca (Vítima)
Repórter Seridó - A PM de Currais Novos foi informada na tarde deste sábado(13) de um crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte, o registrado foi no município de Campo Redondo no Sitio Baldo, vizinho a comunidade Santo André.

A Polícia Militar de Campo Redondo fez o isolamento do corpo e o GTO de Currais Novos fez diligências a procura dos quatro acusados que estavam em uma moto.

De acordo com relato de alguns moradores da localidade os bandidos anunciaram o assalto e a vítima provavelmente teria reagido, o idoso é conhecido por DOCA.

Boletos vencidos a partir de R$ 100 podem ser pagos em qualquer banco

A partir deste sábado (13), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que começou a ser implementada em julho do ano passado.

Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito.

O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Fonte: Metro

PM encontra carro roubado com placas do Pernambuco em Currais Novos

Repórter Seridó - A Polícia Militar estava em patrulhamento de rotina por volta das 20 horas dessa sexta-feira (12/10) quando encontraram no centro de Currais Novos um veículo Gol com placas do Pernambuco estacionado próximo ao banco do Brasil e resolveram realizar uma consulta da placa, a guarnição constatou que o veículo tem queixa de roubo ou furto.

O carro será apresentado a delegacia de Polícia Civil na terça-feira por conta do feriadão.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Carlos Eduardo oficializa apoio a Bolsonaro

Por Jair Sampaio
O ex-prefeito de Natal, Carlo Eduardo, reforçou apoio à campanha do capitão Bolsonaro (PSL). Será a primeira grande sinalização do grupo pedetista do RN rumo ao antipetismo. O deputado Tomba Faria (PSDB), um dos mais votados do Estado, e sua mulher, Fernanda(MDB), prefeita de Santa Cruz, seguem no mesmo rumo.

É aguardado para ainda hoje o anúncio da posição da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), que tem, também, a responsabilidade de virar o jogo na capital do Oeste. O filho de Rosalba, o publicitário Kadu Ciarlini (PP), é o vice na chapa de Carlos Eduardo.

Em Natal e Mossoró, o capitão Bolsonaro já foi vitorioso no primeiro turno. Agora, na fase decisiva do pleito, há um movimento em todo o Nordeste, – única região que deu maioria ao candidato do PT -, para equilibrar a eleição presidencial.

CRIME DE HOMICÍDIO EM MOSSORÓ. UMA PESSOA FOI MORTA NO CAMINHO DO CONJUNTO ODETE ROSADO.

O Centro de Integrado de Operações da Polícia Militar (CIOSP),registrou o crime de de n° 205 na noite desta quinta feira 11 de outubro de 2018,em Mossoró no Rio Grande do Norte. A ação criminosa ocorreu nas proximidades de onde está sendo construindo o Hospital da Mulher no bairro Alto da Pelonha.
A vítima identificada como Daniel Jonas da Silva, de 22 anos, foi morta a tiros.

Segundo informações, Daniel trafegava de bicicleta em companhia de sua esposa e seguia para o Conjunto Maria Odete Rosado, onde o mesmo residia, quando foi surpreendido por dois elementos armados de motocicleta.

Os indivíduos atiraram várias vezes contra a vítima que ainda tentou fugir por um matagal, mas acabou sendo morta. A esposa de Daniel não foi atingida pelos tiros e passa bem.

Após a ação criminosa, os suspeitos fugiram com destino ignorado e não foram identificados. A Polícia Militar foi acionada e realizou o isolamento do local de crime.

Daniel trabalhava no Centro da cidade como flanelinha, e tinha passagens por delegacias em Mossoró e Areia Branca, e de acordo com a polícia, a motivação do crime pode está relacionada com acerto de contas.
De acordo a perícia, a vítima foi morta com tiros de pistola 380, sendo quatro na região da cabeça. Após os procedimentos, o corpo foi recolhido pelo ITEP para a sede do órgão, onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento.

No dia 10 de fevereiro de 2016,Daniel foi preso juntamente com um casal com drogas e um carro roubado.Na ocorrência um dos comparsas acabou sendo baleado pela PM.(RELEMBRE)

Fonte: Passando na Hora

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Suspeito de assalto é amarrado pelo pescoço, arrastado e morto a tiros em Natal

Um homem suspeito de assaltar um ônibus foi pego por pessoas, amarrado pelo pescoço, espancado, arrastado pelas ruas da Ribeira e baleado em seguida. O crime aconteceu no início da tarde desta quinta-feira (11), na Zona Leste de Natal. Vítimas do assalto se feriram durante tumulto.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 12h40. Um homem anunciou o assalto dentro do ônibus da linha 20, da empresa Guanabara, quando o veículo passava ao lado do Teatro Alberto Maranhão. Havia cerca de 30 passageiros no local.

Segundo testemunhas, o motorista abriu as portas do ônibus e houve passageiros tentaram correr ao mesmo tempo e houve tumulto e quedas. Uma mulher teve fratura exposta no pé, ao saltar do veículo, e outra ficou com ferimentos leves.

Ainda de acordo com testemunhas, o suspeito ainda conseguiu correr com duas bolsas, um tablet e outros bens que conseguiu tomar de vítimas, mas foi alcançado por pessoas não identificadas, amarrado pelo pescoço e arrastado por cerca de 800 metros, até ser morto com espancamentos e tiros.
G1RN

Mossoró registra o 204º homicídio de 2018

O crime aconteceu na madrugada dessa quinta-feira, 11/10, em um posto de combustíveis localizado no cruzamento das ruas Felipe Camarão com Princesa Isabel, no bairro 12 anos em Mossoró.
De acordo com informações, SÉRGIO FEITOSA DA SILVA chegou no posto para abastecer o seu carro "Sonata" quando dois homens em uma moto encostaram e efetuaram vários disparos de arma de fogo.
A vítima veio a óbito no local, ainda de acordo com informações, Sérgio estava na companhia de uns amigos e teria saído do "27 Saideira", iria deixar os amigos em casa e passou antes no posto para abastecer.
FIM DA LINHA

Última cartada

Marqueiros tiram nome de Lula e cor vermelha de marca da campanha de Haddad


A campanha do PT à Presidência da República começou a usar uma logomarca nas cores verde, amarela e azul, sem o nome do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Nas redes sociais, já começam a aparecer imagens apenas com o nome de Fernando Haddad, candidato à Presidência, e de Manuela D’Ávila, vice na chapa.

Nas peças do primeiro turno da disputa, o nome de Haddad era diretamente associado a Lula com a frase “Haddad é Lula” na cor vermelha, característica do PT.

Nos últimos dias, membros da campanha e aliados começaram a defender que Haddad se descole da imagem de substituto de Lula e mostre mais sua própria personalidade.

Em vídeos para as redes sociais, Haddad começou a se apresentar como candidato sem citar o nome do padrinho político, como fez fortemente no primeiro turno da disputa.
Fonte: Jair Sampaio / IstoÉ

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Kátia Abreu sugere que Haddad renuncie e Ciro o substitua contra Bolsonaro

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) defendeu, nesta quarta-feira, 10, que o candidato do PT Fernando Haddad renuncie à campanha presidencial nas eleições 2018 “em nome da democracia”. O objetivo de sua proposta é que o petista, ao abrir mão da disputa, abra espaço para que Ciro Gomes (PDT) seja o adversário de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

“Eu não estranharia e acharia muito digno se por acaso ele (Haddad) desistisse da candidatura vendo que pode entregar o País a um fascismo religioso”, afirmou, referindo-se a Bolsonaro. “A lei é clara. Se ele renunciar à sua candidatura, Ciro Gomes é o candidato. E é o único capaz de vencer Bolsonaro”, justificou.

A proposta de Kátia Abreu se baseia no artigo 77 da Constituição Federal, que no inciso 4º diz que “se, antes de realizado o segundo turno, ocorrer morte, desistência ou impedimento legal de candidato, convocar-se-á, dentre os remanescentes, o de maior votação”.

Kátia Abreu disse também que não fará campanha para Haddad, apesar da decisão do partido de optar pelo “apoio crítico”. “PDT só deu apoio crítico ao PT para não dar uma de Pôncio Pilatos, para não lavar as mãos diante da ameaça e fascismo que a outra candidatura representa. O PT que tinha uma causa lá atrás não existe mais, não vale a pena defender.” A senadora afirmou ainda irá votar em “branco” ou “nulo” em 28 de outubro.
Fonte: IstoÉ

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 58%; Haddad, 42%

G1 - Jair Bolsonaro, do PSL, tem 49%, e Haddad, 36%. Pesquisa é a primeira do instituto no segundo turno das eleições.

O Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta quarta, dia 10, e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 58%

Fernando Haddad (PT): 42%