sábado, 30 de dezembro de 2017

248° Homicídio Mossoró 2017: Acusado de atirar em agente Penitenciário durante assalto é assassinado dentro do HRTM

Fim da Linha - A cidade de Mossoró, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte registrou na madrugada de hoje, sábado, 30 de dezembro de 2017, mais um assassinato por disparos de arma de fogo.

Adson Lincoln Severiano da Silva foi executado dentro do Hospital Regional Tarcísio Maia, onde estava internado desde o início noite de sexta feira (29), depois que foi baleado durante uma tentativa de assalto contra um agente penitenciário estadual no Planalto 13 de Maio em Mossoró.

Informações repassadas pela Polícia Militar, dão conta de que Adson Lincoln, em companhia de uma mulher, tentou assaltar o agente penitenciário Lauci Alves de Moura de 50 anos que estava na calçada de sua residência com um irmão e foi surpreendido pelo casal que chegou de moto e anunciou o roubo.

Houve reação por parte da vítima e troca de tiros. O agente penitenciário e o acusado saíram baleados e socorridos para o Hospital Tarcísio Maia.

No inicio desta madrugada de sábado, Adson Lincoln, estava sendo levado para a sala de Raio-X, no interior do hospital, quando foi surpreendido por um desconhecido que entrou na unidade hospitalar e atirou várias vezes matando instantaneamente o acusado de balear o APE Lauci Moura.

O delegado de plantão Dr. Fernando Antônio, foi com sua equipe ao hospital em busca de informações sobre o crime. Segundo a autoridade policial, o paciente foi executado com 07 tiros de pistola, todos na cabeça.

As Capsulas ficaram espalhadas pelo piso do hospital e foram recolhidas no local. O delegado informou que as imagens do sistema interno de monitoramento do HRTM poderão ajudar na identificação do homem que invadiu o hospital e executou o paciente.

Por solicitação do do delegado, a equipe do Itep, foi ao hospital e fez a remoção do corpo para os procedimentos de necropsia na sede do órgão.

Com mais um homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 248 assassinatos em 2017. O delegado Fernando Antônio, vai encaminhar um relatório à Divisão de Homicídios, que ficará encarregada de investigar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário