terça-feira, 10 de abril de 2018

Juíza nega visita de governadores a Lula na carceragem da PF

Nove governadores do Norte e Nordeste foram até a PF encontrar o ex-presidente; para a magistrada não há por que flexibilizar regras de visitas
Veja - A juíza Carolina Lebbos, da Vara da Execuções Penais da Justiça Federal em Curitiba, negou um pedido feito pelo senador paranaense Roberto Requião (MDB) para que um grupo de nove governadores e três senadores visitasse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde desta terça-feira (10). A comitiva chegou a entrar na sede da PF e foi atendida pelo superintendente regional Maurício Valeixo, mas não conseguiu visitar Lula. Em seu despacho, Carolina afirma que “não há fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas próprio à carceragem da Polícia Federal. Desse modo, deverá ser observado o regramento geral.”
Carta deixada ao presidente Lula na superintendência da PF em Curitibap
A juíza citou ainda a ficha individual de Lula, preenchida pelo juiz da Operação Lava Jato, Sergio Moro, para identificação de Lula na carceragem e sistema prisional: “Além do recolhimento em Sala do Estado Maior, foi autorizado pelo juiz a disponibilização de um aparelho de televisão para o condenado. Nenhum outro privilégio foi concedido, inclusive sem privilégios quanto a visitações, aplicando-se o regime geral de visitas da carceragem da Polícia Federal, a fim de não inviabilizar o adequado funcionamento da repartição pública, também não se justificando novos privilégios em relação aos demais condenados”, escreveu Moro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário