segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Universitária suspeita de envolvimento no assassinato de PM em Caraúbas é presa por força de mandado judicial

Reportagem: Icém Caraubas

Imagem
Uma operação policial desencadeada na manhã deste domingo, 19 de agosto de 2018, pelo Grupo Tático Operacional (GTO), Policia Civil e com apoio do Ciopaer - Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas, através do helicóptero Potiguar 01, prendeu na cidade de Caraúbas, no Oeste do Rio Grande do Norte, a estudante de direito, Grécia Deodora Gurgel de Medeiros, 21 anos, suspeita de envolvimento na morte do policial militar de Caraúba, Ildônio José da Silva.
Segundo a polícia, a jovem que cursa direito na UNP em Mossoró, é namorada de Vantuir Lima, um dos acusados de matar o PM e teria repassado todas as informações sobre a arma do policial, aos criminosos.
Grécia foi presa por força de mandado de prisão, expedido pela justiça, pois há fortes indícios do seu envolvimento com a quadrilha que assassinou brutalmente o PM.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, ela estava no ônibus atacado pelos assaltantes, tendo avisado aos criminosos da presença de um policial no interior do ônibus, fato motivador da execução do Policial Militar. Durante o assalto a polícia informou que, Grécia Medeiros, foi a única que não teve seus pertences subtraídos durante a ação dos criminosos.
A Polícia recebeu informações anônimas que Grécia Medeiros estaria na casa da avó, no centro da cidade de Caraúbas. Os policiais foram até a residência informada e efetuaram sua prisão.
Grécia foi autuada como incursa no art. 2o., II da lei 12.850/13 ( Promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa) e será encaminhada Ao Pavilhão Feminino da Penitenciária Mário Negócio em Mossoró,onde ficará à disposição da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário