terça-feira, 2 de abril de 2019

Mortes violentas têm queda de 31% no primeiro trimestre de 2019 no RN

G1RN - O Rio Grande do Norte teve uma redução de 31,2% nos registros de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no primeiro trimestre de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 378 casos de janeiro a março, contra 550 nos mesmos meses do ano passado. Os dados estão em um relatório divulgado nesta segunda-feira (1º) pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine) da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

A maior redução foi de homicídios dolosos - com 125 mortes a menos no período. O número representa queda de percentual de 29,9%. Quando considerada a porcentagem, a maior redução foi de a latrocínio (60,8%), que é o roubo com resultado de morte. Foram 9 no trimestre, contra 23 no mesmo período do ano passado.

Lesões corporais seguidas de óbito tiveram queda de 41%, passando de 67 nos primeiros meses de 2018 para 39 em 2019. As ações típicas de estado, que são as mortes que acontecem por causa da intervenção policial - tiveram a menor redução percentual (8,8%), tendo passado de 34 para 31 casos. Já os feminicídios tiveram redução de 22%, com redução de 9 para 7 casos no estado.

A capital potiguar lidera os números da violência, com registro de 70 mortes violentas no acumulado do trimestre. Em segundo lugar, está Mossoró, com 42, seguida por outras cidades da região metropolitana de Natal, como São Gonçalo do Amarante (28), Parnamirim (24) e Macaíba (18).

Um total de 182 ou 48,1% das mortes violentas aconteceram na região metropolitana da capital e 93% das vítimas foram homens.

Em mais de 86% dos casos, as causadoras das mortes foram as armas de fogo. As armas brancas ficaram em segundo lugar, com 5% dos casos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário