quarta-feira, 17 de julho de 2019

Internos da Penitenciária de Caicó confeccionam esculturas artísticas criadas com sucatas

A Penitenciária Estadual do Seridó (PES), por meio de incentivos da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), desenvolve o projeto “Transformando Sucata em Artes”, o qual ressignifica a ressocialização no âmbito da unidade prisional.

O projeto tem como objetivo, incentivar apenados a descobrirem talentos e potencialidades, capazes de se transformarem em profissionais autônomos. Os participantes do trabalho, podem transformar materiais de sucatas de ferro descartados na natureza, em esculturas artísticas para a geração de emprego e renda familiar pós-liberdade.

É importante ressaltar que o secretário da Seap, Pedro Florêncio Filho, o Núcleo de Reintegração Social e o Departamento de Promoção à Cidadania, acompanham e orientam as etapas de desenvolvimentos do projeto.

O Grupo de Escolta Penal (GEP) de Caicó, é responsável pelos recolhimentos quinzenais dos matérias descartados nas oficinas mecânicas da cidade. A responsabilidade de orientação e catalogação das peças artesanais, estão sob comando do diretor e vice-diretor da Penitenciária de Caicó, Yuri Nóbrega e Júnior Fonseca, nesta respectiva ordem.

As agentes penitenciárias Eliete Lima e Francisca Gomes são responsáveis pelas escritas e atualizações necessárias no projeto. Elas também orientam nos aperfeiçoamentos das peças e modelos de imagens. O agente Gladson está responsável pela seleção e, é chefe de manutenção. É de suma importância lembrar, que o projeto tem parceria com empresários da região, para seu desenvolvimento.

Os internos selecionados para o projeto, participam de oficinas, ministradas pelo interno Uedson Fernandes, visto que este desenvolveu habilidades autodidáticas na fabricação de esculturas artísticas. Tendo em vista, que com isso uns aprendem com os outros.

Enfatizamos que todos os materiais confeccionados, pelos internos da unidade prisional de Caicó, serão expostos na Feirinha de Santana, neste mês de julho.

Destacamos que tanto os internos quanto os agentes penitenciários que fazem parte do projeto “Transformando Sucata em Artes” estão motivados, colaborando no que se faz necessário para a eficácia da iniciativa.
Por Jair Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário