terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Motim de policiais em 2020 no Ceará tem 18% mais assassinatos do que paralisação de 2012

Foram 147 mortes de quarta a domingo contra 124 no ato de oito anos atrás, que durou sete dias.
Durante o motim dos policiais militares no Ceará de 2020, houve 18,5% mais assassinatos no estado do que na paralisação de PMs de 2012. Foram 147 neste ano contra 124 oito anos atrás, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

O motim entrou nesta terça-feira (25) no oitavo dia. O ato anterior durou sete dias, um a menos, e se deu entre 29 de dezembro de 2011 e 4 de janeiro de 2012.

Os 147 homicídios neste ano ocorreram em cinco dias, de meia-noite de quarta-feira (19) às 23h59 de domingo (23). Os 124, de 0h de 29 de dezembro de 2011 até as 23h59 de 4 de janeiro de 2012.

As duas manifestações foram consideradas ilegais pela Justiça do Ceará, são proibidas pela Constituição Federal e reforçada pelo Supremo Tribunal Federal, em entendimento de 2017. Ainda assim, policiais cruzaram os braços e deixaram de cumprir as atividades de segurança pública.
G1CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário