segunda-feira, 30 de março de 2020

Bolsonaro está ‘de saco cheio de Mandetta’ e estuda demiti-lo, diz colunista

Isto É - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem dito aos auxiliares mais próximos que está “de saco cheio” do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Segundo o colunista Tales Faria, do Uol, Bolsonaro não o demitiu ainda para não agravar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Ainda de acordo com a coluna, Bolsonaro teme que uma possível demissão de Mandetta possa representar um rompimento com parte do empresariado que o apoiou nas eleições de 2018 e a parcela da opinião pública que representa.

O colunista afirma ainda que o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, que é médico da Marinha, seria o nome escolhido por Bolsonaro para ocupar o lugar de Mandetta.

No sábado (28), o ministro da Saúde afirmou que as ações da pasta no combate ao novo coronavírus vão se nortear pela ciência e contrapôs declarações feitas por Bolsonaro, mas sem citá-lo diretamente. Mandetta afirmou que está com os “cabeças brancas da medicina no ouvido” para tomar as decisões.
“Quem raciocinar pensando que nessa (epidemia) será assim (como na H1N1), vai errar feio”, disse Mandetta. Na sexta-feira (27), o presidente afirmou, em entrevista ao Programa Brasil Urgente, que “alguns vão morrer” por causa do novo coronavírus no Brasil e comparou que a situação é semelhante ao que ocorreu com a gripe H1N1 em anos anteriores.