terça-feira, 24 de março de 2020

Internos fazem educadores de reféns e fogem de unidade socioeducativa em Mossoró RN


Doze internos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case - antigo Ceduc) de Mossoró, fugiram da unidade, no final da tarde desta segunda feira 23 de março de 2020, após iniciarem um princípio de rebelião e manter educadores de reféns.

Com educadores segurados pelos internos de um alojamento, eles obrigaram aos funcionários a providenciarem uma escada para que os mesmo escalassem o muro da instituição, sob ameaça de matar os reféns caso a determinação não fosse obedecida.

Com a chegada da escada, os adolescentes fugiram após escalar o muro e durante a fuga um menor quebrou a perna ao cair de cima do muro. Ele foi atendido pelo Samu e conduzido ao Hospital Regional Tarcísio Maia.

Durante o motim um educador foi ferido levemente, por uma barra de ferro que estava em poder de um adolescente. A situação só foi controlada com a chegada da Polícia Militar. Dois menores foram recapturados e uma foice e uma enxada localizados por trás do muro da instituição.

Os dois internos recapturados e os educadores que ficaram de reféns, foram encaminhados à Delegacia de Plantão da Polícia Civil, para os procedimentos cabíveis. Os reféns registraram o Boletim de Ocorrência e passaram por exame de corpo de delito no Itep. A Polícia Militar informou que entre os menores que se evadiram do Case, está o envolvido no assassinato do Policial Civil Antônio Ferreira da Silva Júnior, morto durante um assalto no dia 22 de dezembro de 2019 no Bairro Santo Antônio em Mossoró.
Fonte: Fim da Linha