quinta-feira, 11 de junho de 2020

Bolsonaro recria Ministério das Comunicações e coloca deputado Fábio Faria como ministro

Filiado ao PSD, que compõe o Centrão, Fábio Faria está no quarto mandato como deputado federal. Bolsonaro prometeu na campanha ter 'no máximo' 15 ministérios; agora serão 23.

Por Filipe Matoso, Roniara Castilhos e Marcelo Parreira, G1 e TV Globo — Brasília
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (10) em uma rede social a recriação do Ministério das Comunicações.

Pouco depois do anúncio, o "Diário Oficial da União" publicou a nomeação do deputado Fábio Faria (PSD-RN) como ministro. O secretário-executivo da pasta será Fábio Wajngarten, atual secretário de Comunicação Social do governo.

A pasta da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações foi desmembrada em duas: Ministério das Comunicações e Ministério da Ciência e Tecnologia, chefiado por Marcos Pontes.

"Nesta data, via MP, fica recriado o Ministério das Comunicações a partir do desmembramento do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Para a pasta foi nomeado como titular o Deputado Fabio Faria/RN", publicou Bolsonaro na internet.

Cerca de uma hora depois, ao chegar ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que houve "aceitação excepcional" sobre a decisão. O presidente também negou ter negociado a indicação de Fábio Faria com o Centrão, afirmando que não se lembra qual o partido do deputado (leia detalhes sobre o tema mais abaixo).

"Vamos ter alguém que não é um profissional do setor, mas tem conhecimento até pela vida que tem junto à família do Silvio Santos", acrescentou o presidente. "É uma pessoa que sabe se relacionar e vai dar conta do recado", completou.