quarta-feira, 22 de julho de 2020

Duas mortes em 48h diretamente ligadas à soltura de investigados da Operação Resistência, autorizada pelo judiciário de Mossoró

                    Francisco Simão                                                          Antônio Gustavo
Os 32 presos da Operação Resistência que foram colocados em liberdade por ordem do juiz Vagnos Kelly Figueirêdo de Medeiros, da 1ª Vara Criminal de Mossoró/RN, no último dia 17/07/2020, já começaram a tocar terror na cidade.

Os indivíduos postos em liberdade no dia 17 são suspeitos de praticar 02 execuções em 48h. A PC levou 01 ano para deflagrar a Operação Resistência e 60 dias para prender todo mundo, mas em um único dia todos foram soltos.

CRIME 101 – Antônio Gustavo Freitas Lima, O “Tavinho“, de 25 anos, foi encontrado morto e com o corpo crivado de balas, no início da tarde desta segunda feira 20 de julho em um terreno baldio, por trás de um galpão na região das Malvinas em Mossoró no Oeste Potiguar.

CRIME 103 – Francisco Simão conhecido como “Chanhô” de 67 anos de idade, foi morto a tiros em frente à sua residência. Ele era pai de um dos líderes de uma facção criminosa que atua na região, o que pode levar a mais crimes por questão de vingança.
Por Jair Sampaio