quarta-feira, 10 de março de 2021

Professora da rede privada de ensino morre aos 26 anos de Covid-19 em Natal

Gabriela Alves Souza Lopes foi internada no dia 28 de fevereiro no Hospital João Machado, na capital potiguar, mas não resistiu às complicações da doença.

Por G1 RN
Uma professora da rede particular de ensino de Natal morreu aos 26 anos de idade por complicações da Covid-19 em Natal. Gabriela Alves de Souza Lopes não resistiu à doença no fim da tarde de terça-feira (9) após lutar durante nove dias internada.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a professora estava internada em um leito de UTI do Hospital João Machado, na capital potiguar, onde tentava se recuperar. A jovem morava em São José de Mipibu, na região Metropolitana.

De acordo com a direção do Hospital João Machado, a professora foi internada no dia 28 de fevereiro após agravamento da doença, e morreu às 16h20 da terça-feira (9).

Em nota publicada nas redes sociais, o colégio onde a professora trabalhava, na Zona Sul de Natal, lamentou a perda e disse que ela estava afastada das atividades presenciais e on-line há 25 dias após comunicar que havia tido contato com um familiar que testou positivo para Covid-19. O colégio disse que a professora não teve contato com nenhum colaborador, aluno ou familiar durante esse período.

A escola se solidarizou com a família da professora, que era chamada entre os alunos de Teacher Gabie.

O mais recente decreto municipal permite que as escolas de ensino médio, fundamental e infantil da rede privada e as instituições de ensino superior funcionem com aulas presenciais, desde que atendidas as regras e protocolos sanitários.

Em contrapartida, o governo do Estado já havia publicado um decreto determinando a suspensão das aulas presenciais na rede privada em todo o estado, em função do agravamento da pandemia em território potiguar, com a alta de casos e a pressão sobre os leitos de UTI no estado. A taxa de ocupação no estado, segundo o Regula RN, na tarde desta quarta-feira (10) é de 94%.

Um estudo recente da Universidade Federal do Rio Grande do Norte aponta que a Grande Natal é o epicentro da epidemia de Covid-19 no estado.