terça-feira, 11 de maio de 2021

Barra Torres diz que declarações de Bolsonaro vão contra o que a Anvisa defende

Convocação de Antonio Barra Torres atendeu requerimentos de 4 senadores; ele foi questionado sobre liberação de vacinas e bula da cloroquina
Bia Gurgel, Murillo Ferrari e Renato Barcellos, da CNN, em Brasília e São Paulo
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouviu o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres.

Ele foi o primeiro a prestar depoimento aos parlamentares nesta segunda semana de oitivas. A fala de Barra Torres estava marcada para a quinta-feira (6), mas com o alongamento do depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a sessão precisou ser adiada.

A convocação do diretor-presidente da Anvisa foi solicitada por quatro parlamentares. Em um dos requerimentos, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) questiona o fato de a agência ter negado autorização à vacina Sputnik V.

Os outros requerimentos foram assinados pelos senadores Eduardo Girão (Podemos-CE), Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia, e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente do colegiado.