sexta-feira, 23 de julho de 2021

Deputada Joice Hasselmann aparece com machucados no corpo e diz que sofreu atentado

Em um post nas redes sociais, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) compartilhou um vídeo em que mostra machucados, inchaços e roxos pelo rosto, além de boca cortada e dente quebrado.

Na publicação, ela relata, ainda, estar com o joelho trincado e diz: “não consigo entender o que aconteceu”. “Não se assustem pois o pior já passou. Estou bem e medicada”, escreveu. A deputada acredita ter sofrido um atentado em sua casa, em Brasília, no último sábado (17).

A parlamentar narra as lesões: “isso aqui começou a ficar roxo porque eu tive um trauma na base do crânio”, diz, mostrando um hematoma no olho. O maxilar ela diz ter desinchado, mas ainda “cheio de sangue por dentro do músculo”. Já o corte no queixo, precisou de “cola cirúrgica”.

A boca sofreu cortes e fratura de um dente, e ela teve um “joelho trincado”. Pelo Instagram, a deputada compartilhou prints de uma reportagem da coluna de Bela Megale, do jornal O Globo, para o qual concedeu entrevista e explicou o que aconteceu. Joice disse que sua última lembrança é de estar na cama assistindo a um episódio de série.

Depois, por um período de aproximadamente sete horas, ela disse ter tido perda de memória, até acordar em uma “poça de sangue”, no chão do closet. Inicialmente, ela acreditou ter imaginado que desmaiou e se machucou na queda. No entanto, depois, ao perceber a quantidade de machucados, Joice disse acreditar que sofreu um atentado. Por isso, a deputada entrou em contato com a Polícia Legislativa.

Ela afirmou que eles “vão investigar o caso e solicitarão as imagens das câmeras do prédio para analisar a movimentação”. Além disso, à coluna, Joice disse que irá prestar depoimento ainda nessa semana.

Segundo ela, o marido, que dormia em outro quarto, foi quem a socorreu. Daniel França, que é neurocirurgião, foi acordado pela esposa às 7 horas, pelo telefone. Ele mesmo fez os primeiros curativos e a medicou. Na terça-feira (20), ela procurou dentistas e fez exames no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília.

A parlamentar disse, ainda, que chamou um segurança particular de São Paulo, trocou todas as fechaduras da casa, e tem planos de andar armada. Ela também afirmou ter narrado o ocorrido ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).