quinta-feira, 12 de agosto de 2021

'Não teve nem chance de defesa', diz tio de mulher morta a facadas pelo ex-companheiro em Natal

Joice Cilene de Oliveira Vitorino foi morta a facadas nesta quarta-feira (11) no Alecrim, em Natal.
Por G1 RN e Inter TV Cabugi
Joice Cilene de Oliveira Vitorino, morta a facadas pelo ex-companheiro no Alecrim, em Natal — Foto: Reprodução
O corpo de Joice Cilene de Oliveira Vitorino, de 23 anos, morta a facadas pelo ex-companheiro na tarde desta quarta-feira (11) no Alecrim, em Natal, foi liberado do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) na manhã desta quinta (12).

"Minha sobrinha não teve chance de se defender. Ele pegou por trás e começou a esfaquear. Eu não sei nem como dizer como eu estou por dentro", disse o o ti de Joiceo, Francisco Canindé.

Joice era natural de Vera Cruz, morava em São Gonçalo do Amarante e vendia doces nos ônibus em Natal. O ex-companheiro, autor do crime, também é vendedor de balas, e foi no trabalho que eles se conheceram.

"Ela pegou a amizade, começou uma relação e morou muito tempo com ele. Mas ela separou-se dele e eles conviviam como dois amigos. Ele nunca tinha feito mal a ela", conta o tio.

Joice Cilene não teve filhos com o agressor, mas deixa três de outros relacionamentos - um com anos 9, um com 6 e outro com 3. José Edson é o pai do mais novo, e conta que esteve com a moça pouco tempo antes do crime.

"Ela esteve lá em casa, passou a manhã toda comigo e com meu filho. Parece até que ela estava se despedindo. A gente estava separado há dois anos. Ela pediu pra votar e eu, brincando, falei que ela estava sonhando, que a gente não ia voltar mais. Fui até a parada, deixei ela e voltei pra casa. Quando foi a tarde, eu fiquei sabendo dessa notícia".

O também vendedor de balas explica que conhece o agressor da ex-companheira. "Tenho convivência com ele de trabalho. A gente trabalha vendendo nos coletivos e sempre tem ali um contato. Nunca tive nada contra ele, nem ele contra mim. Também não ia imaginar que ele podia fazer uma barbaridade dessa com ela. Ele nunca demonstrou nenhum tipo de raiva, não sei o que foi que aconteceu ali no momento pra ele fazer isso com ela", conta.

O crime

Joice Cilene de Oliveira Vitorino foi morta a facadas pelo ex-companheiro na Avenida Presidente Quaresma (também conhecida como Avenida 1), uma das mais movimentadas do bairro do Alecrim, o principal centro comercial de Natal. A faca ficou cravada na cabeça da vítima, que não resistiu e morreu no local.
Homem esfaqueia mulher no bairro do Alecrim e é preso em Natal — Foto: Reprodução
O criminoso fugiu em direção à Avenida dos Caicós (Avenida 7), onde foi parado por populares. A Polícia Militar foi acionada e prendeu o homem em flagrante.

As imagens do circuito de segurança de uma loja mostram a mulher caminhando pela calçada quando é atacada pelas costas com vários golpes de faca.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi até o local para atender a vítima, que já se encontrava sem vida.