quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Moro cita manobra, aliados de Lula comemoram e opositores criticam decisão

Ministério Público reconheceu prescrição do processo envolvendo o ex-presidente; veja repercussão no mundo político

Após o Ministério Público Federal (MPF) reconhecer a prescrição do processo envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do tríplex do Guarujá, políticos se manifestaram nesta terça-feira (7) sobre a decisão.

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos) afirmou que “manobras jurídicas enterraram de vez” o caso do tríplex do Guarujá.

“Manobras jurídicas enterraram de vez o caso do Tríplex de Lula, acusado na Lava Jato. Crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis, pois o dano causado à sociedade, que morre por falta de saúde adequada, que não avança na educação, jamais poderá ser reparado”, escreveu em uma rede social.

No Twitter, o ex-procurador Deltan Dallagnol disse que o pedido de arquivamento “não tem como fundamento um suposto conluio que jamais foi reconhecido por qualquer tribunal do país, mas sim a prescrição dos crimes em razão da demora da Justiça e da idade do ex-presidente”.
CNN