terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Com alta de internações, RN abre mais 78 leitos clínicos e 13 críticos para pacientes com Covid

Secretaria de Saúde diz que maior demanda é nos leitos clínicos e projeta ainda mais de 50 aberturas nos próximos dias. Pasta diz que demanda deve se manter crescente nos próximos dias.
Por g1 RN
Hospital João Machado terá 17 novos leitos clínicos e 2 críticos — Foto: Divulgação/Governo do RN
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) abriu nesta terça-feira (25) mais 78 leitos clínicos e 13 críticos (de UTI) para pacientes com Covid na rede pública do Rio Grande do Norte (veja detalhado no fim).

A expansão acontece diante da alta de casos da doença, desde a chegada da variante ômicron, o que tem gerado um aumento nas internações e um aumento na taxa de ocupação nas redes pública e privada de saúde.

Na segunda-feira (24), o Rio Grande do Norte ultrapassou a marca de 65% da taxa de ocupação dos leitos de UTI, marca que não era atingida desde 1º de julho de 2021.

De acordo com a Sesap, esses 91 novos leitos (somados clínicos e de UTI) aumentam em 31% a atual rede disponível. Neste momento, o estado conta com 313 leitos - sendo 135 críticos e 188 clínicos. No pico da pandemia, em 2021, o estado chegou a ter 411 leitos críticos. Com a melhora nos índices, passou a revertê-los no segundo semestre.

Segundo a pasta, os leitos clínicos de Covid atualmente são os que têm mais demanda. A secretaria informou ainda que pretende abrir mais 56 leitos nos hospitais do estado ao longo dos próximos dias.

"Esse plano para expansão da rede Covid é resultado de um trabalho amparado nos dados disponíveis. O cenário mostra a necessidade de novos leitos neste momento, então montamos um esforço para que se alcance a expansão da forma mais célere possível, com o esforço conjunto dos municípios. Seguiremos monitorando a situação, tanto da Covid-19 como da Influenza, para avaliar eventuais novas medidas", explicou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

Entre os dados, está a média de pedidos por leito para internação apurada pelo Regula RN. O número saltou de 15 no dia 26 de dezembro para uma média superior a 60 após um mês.

"Nas próximas 72 horas, ainda serão criados 56 leitos, de forma a dar vazão a esta demanda, que segue nesses próximos dias provavelmente ainda crescente", explicou.

Apenas nesta terça-feira (25), metade dos exames realizados nos Centros de Enfretamento de Natal e Mossoró deram positivos para Covid.

Veja novos leitos

91 leitos abertos (78 leitos clínicos e 13 leitos críticos)

Hospital Geral João Machado (Natal): 17 clínicos e 2 críticos
Hospital Regional Hélio Morais Marinho (Apodi): 7 clínicos e 5 críticos
Hospital Maternidade Almeida Castro (Mossoró): 10 clínicos
Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos (Assu): 6 clínicos
Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade (Pau dos Ferros): 3 clínicos
Hospital dos Pescadores (Natal): 9 clínicos e 6 críticos
Hospital Municipal de Natal: 26 clínicos

59 em expansão (27 leitos clínicos e 32 leitos críticos)

Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade (Pau dos Ferros): 14 clínicos e 07 críticos
Hospital Regional Linfoldo Gomes Vidal (Santo Antônio): 4 clínicos e 5 críticos
Hospital Regional Dr. Aguinaldo Pereira da Silva (Caraúbas): 3 clínicos e 5 críticos
Hospital Regional Monsenhor Expedito (São Paulo do Potengi); 2 clínicos e 5 críticos
Hospital Giselda Trigueiro (Natal): 5 críticos
Hospital Rafael Fernandes (Mossoró): 4 clínicos