segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Policiais civis decidem não se voluntariar para serviços extra no período de Carnaval

Os policiais civis do RN decidiram nesta segunda-feira (21) que não serão voluntários para serviço extraordinário no período de Carnaval. A definição foi feita em assembleia geral da categoria, que continuará recusando trabalhar nos horários de folga para suprir a falta de efetivo da Polícia Civil.

A falta de avanço nas negociações com o governo do Estado em relação ao ADTS (Adicional por Tempo de Serviço) foi o motivo que levou à decisão da categoria. “A categoria se reuniu em assembleia geral e decidiu por não se voluntariar para nenhum tipo de serviço extra, seja nas delegacias de plantão, seja na Operação Verão ou em qualquer outra atividade que não esteja na escala ordinária de serviço”, comenta Edilza Faustino.

A presidente do Sindicato de Policiais Civis do RN (Sinpol) lembra que os agentes de segurança não são obrigados a trabalhar no horário de folga e, por isso, muitas delegacias do Estado estão com funcionamento afetado desde que a categoria optou por se negar a ser voluntária.

“Desde o fim da paralisação, os policiais civis pararam de fazer Diárias Operacionais como forma de dizer ao governo do Estado que não aceitam ser desrespeitados e terem seus direitos afetados. Esperamos avançar nas negociações e chegar a um desfecho positivo para esse impasse o mais rápido possível”, completa Edilza Faustino.