quarta-feira, 2 de março de 2022

Jogadores de futebol morrem em combate durante guerra na Ucrânia

Os jogadores Vitalii Sapylo, de 21 anos, e Dmytro Martynenko, de 25 anos, foram as primeiras mortes no mundo do futebol em decorrência da invasão russa.
Por g1
Dois jogadores de futebol ucranianos foram mortos durante a invasão russa. Vitalii Sapylo, 21 anos, morreu em combate enquanto servia o exército ucraniano. O jogador Dmytro Martynenko, de 25 anos, morreu depois que o apartamento da família dele foi bombardeado.

Essas são as primeiras mortes no futebol em decorrência da guerra na Ucrânia. A informação foi divulgada pelo sindicato internacional dos jogadores, que lamentou as perdas.

Atletas de elite ucranianos estão nas Forças Armadas do país.

Na última sexta-feira (25) o Serviço de Guarda de Fronteiras da Ucrânia baniu todos os cidadãos do sexo masculino de 18 a 60 anos de deixarem o país. Segundo o órgão, a decisão é válida pelo tempo que a Lei Marcial, decretada por Volodymyr Zelensky na quinta-feira (24), estiver em vigor.

Guerra na Ucrânia

A Rússia intensificou os bombardeios na Ucrânia nesta quarta (2), e mais 25 pessoas foram mortas em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia (veja vídeo abaixo).

Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, as forças armadas do país teriam dominado a cidade de Kherson, no sul da Ucrânia, onde vivem cerca de 250 mil pessoas. A informação é da agência de notícias russa RIA – mas é negada pela Ucrânia.