quinta-feira, 14 de abril de 2022

Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Semana Santa 2022 nas rodovias federais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou nesta quinta-feira 14 de abril, a Operação Semana Santa 2022, em todas rodovias federais do Brasil. A ação segue até o próximo dia 17 Domingo de Páscoa. Como em todo feriado prolongado, é esperado mais movimento nas rodovias, elevando o fluxo de veículos e aumentando o risco de acidentes. Dessa forma, os esforços e as ações estratégicas terão como foco a preservação de vidas.

O aumento do fluxo de veículos nas rodovias federais é um dos fatores que contribuem para o aumento da violência no trânsito e acidentes graves. Em atenção à prorrogação das exigências de ações de segurança no trânsito pela Organização das Nações Unidas - ONU, fixando novo período de 2021 a 2030 para a redução da violência no trânsito, o Brasil, assim como os demais países, estipulou uma meta de redução de 50% das mortes para o período.

Para cumprir essa missão, durante a Operação Semana Santa 2022, a PRF contará com o reforço policial voltado para a redução de acidentes. Com base nos estudos de acidentalidade, desenvolvidos para identificar locais e trechos estatisticamente perigosos, serão realizadas atividades de prevenção e fiscalização nos locais identificados como mais críticos. A PRF ainda priorizará suas atividades com ações integradas a entes governamentais e sociedade civil para aprimorar o alcance dos objetivos.

Condutas arriscadas de condutores imprudentes, como ultrapassagem indevida, embriaguez ao volante, não utilização do cinto de segurança, transporte inadequado de crianças, falta de uso do capacete, excesso de velocidade e utilização do telefone celular na condução de veículos serão os principais alvos da fiscalização. O somatório dos esforços e ações estratégicas visam garantir segurança, conforto e fluidez do trânsito aos usuários das rodovias federais.

Combate ao crime

O enfrentamento à criminalidade também será intensificado com o objetivo de prender criminosos, recuperar veículos roubados e retirar armas ilegais, drogas e outras mercadorias ilícitas de circulação