quinta-feira, 11 de abril de 2019

Traição e ganância na morte de empresário e funcionário da Caern

Raptado ao sair de um bar no bairro Alecrim, Zona Oeste de Natal, no dia 21 de setembro de 2018, o empresário Marcos Antônio Braga Pontes, 60 anos, acabou morto em um plano que envolveu a sua mulher, Brena Catuana da Silva, que também mantinha um relacionamento amoroso com um dos assassinos, Ivan Vicente Ferreira Júnior de 32 anos, também conhecido como “Júnior Cabeça”.

Marcos, mais conhecido por ”Marcão”, foi assassinado com sete disparos que atingiram a região da cabeça e do peito. A princípio, a primeira hipótese era de que se tratava de uma execução.

Mas a investigação da polícia mudou de foco e agora envolve um seguro de vida em nome da vítima, que era também servidor da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) há 41 anos, onde tinha o cargo de administrador.

“Nós temos agora, como provável motivação, a ganância por dinheiro. Até porque essa vítima tinha um seguro de vida que se avalia hoje em R$ 850 mil”, disse o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Odilon Teodósio. A viúva e o amante foram detidos nesta quinta-feira (11) por agentes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Além de Brena e “Júnior Cabeça”, também foi preso Tomás Jorge da Silva Emiliano por posse ilegal de arma. Com ele foram encontrados um revólver calibre 38 e uma pistola 380.

A equipe de investigação acredita que o suspeito participou do homicídio de Marcos Antônio. Ao todo, os agentes cumpriram sete mandados de buscas. A viúva de “Marcão” também é acusada de participação no tráfico de drogas.

Marcos Braga se dirigia ao veículo quando se deparou com um criminoso armado logo depois de destravar o alarme do seu veículo. Ele tentou fugir, mas foi rendido pelo bandido e colocado dentro de um Gol preto. O corpo de “Marcão” foi encontrado em uma estrada do bairro Guarapes, na Zona Oeste da capital potiguar. A dona do bar em que a vítima estava horas antes de morrer afirmou que ele era muito querido por todos.

Fonte: OP9/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário