quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Ministério Público do RJ denuncia Flávio Bolsonaro por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro

Além do filho do presidente Jair Bolsonaro, foram denunciados Fabrício Queiroz e outros 15 investigados.
Por G1
O Ministério Público do Rio de Janeiro informou na noite desta terça-feira (3) que denunciou à Justiça o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) , o ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no esquema das "rachadinhas", na época em que Flávio Bolsonaro era deputado estadual.

A denúncia foi ajuizada em 19 de outubro e encaminhada nesta terça-feira ao desembargador responsável pelo processo no Tribunal de Justiça do Rio.

Em setembro, a 33ª Vara Cível do Tribunal concedeu a liminar proibindo a Globo de divulgar informações sobre o inquérito. A Globo afirma que a decisão judicial foi um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação era de interesse de toda a sociedade.