quarta-feira, 30 de março de 2022

Prefeitos do Republicanos no Rio Grande do Norte anunciam desfiliações

A destituição inesperada do deputado federal Benes Leocádio da presidência da Executiva Estadual do partido Republicanos gerou uma debandada do partido. Os 11 prefeitos da sigla no Rio Grande do Norte emitiram nota comunicando que deixarão o partido, em protesto à maneira como o parlamentar foi “exonerado” do cargo. Benes Leocádio confirmou à TRIBUNA DO NORTE, que já foi convidado por três legendas, mas vai aproveitar os três dias que faltam para o fim da janela partidária, para então decidir sobre sua nova filiação a partido político com vistas a sua tentativa de reeleição à Câmara dos Deputados.

O deputado Benes Leocádio só deve anunciar na sexta-feira (1º de abril), que é quando termina o prazo para deputados mudarem de legenda sem a penalização da perda de mandato, o ingresso no União Brasil, MDB ou Progressistas (PP).

Um dos signatários da nota dos chefes de Executivos Municipais, o prefeito de São Tomé, Anteomar Pereira da Silva, o “Babá”, falou sobre o ocorrido com o deputado Benes Leocádio, destacando que, “infelizmente, no Brasil hoje, os partidos políticos têm dono, não existe mais aquela questão da união partidária”.

Segundo “Babá”, que também preside a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), o Republicanos deixou de contar com um deputado que “está sendo valorizado por outros partidos”;.

Em nota, os prefeitos criticaram a mudança do comando estadual do Republicanos para Victor Hugo, filho do ex-candidato a deputado federal Abraão Lincoln.

Benes Leocádio lamentou a forma como foi usurpado do cargo de presidente da Comissão Provisória do Republicanos, mandato que iria até 16 de dezembro de 2022. “Na última quarta-feira (23), em reunião com a presença dos novos dirigentes, inclusive nos consultaram da possibilidade de formar nominata com apoiadores do projeto de reeleição da Governadora, o que descartei de imediato”, destacou.

Ainda na terça-feira (22) parecia estar tudo tranquilo para o deputado Benes Leocádio, porque o parlamentar potiguar chegou a sentar à mesa de reuniões com o presidente da Executiva Nacional do Republicanos, deputado federal Marcos Pereira (SP), ocasião em que o partido recebia a filiação do deputado federal sergipano Gustinho Ribeiro.

“Pegamos o partido numa situação e estamos deixando com uma representação nunca alcançada nesse partido, administrando a terceira maior cidade do Estado (Parnamirim), 11 prefeitos, quase uma centena de vereadores”, afirmou o parlamentar potiguar. Para o deputado, “lamentavelmente não ficou claro, que forças estranhas tenham atuado para isso acontecer”.

Benes Leocádio disse que não podia confirmar, mas pessoas do próprio governo Fátima Bezerra (PT), teriam atuado junto aos novos dirigentes partidários, “prometendo formar uma nominata nessa legenda, mas porquê não na deles”.

Ele considera que “se isso for verdade, pra mim é uma agressão ao processo democrático, alguém partir com uma medida traiçoeira”, que vai de encontro a sua linha de atuação política: “Não faço campanha nesse estilo, fui surpreendido com esse desfecho. Sou grato pela posição que [os prefeitos] estão tomando”.

Ele agradeceu os convites de outros partidos para ingressar em suas fileiras, começando pelo presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Paulo Freire, depois de já ter tido “uma conversa com o ex-senador José Agripino, líder maior do União Brasil no Estado”.

Na “Nota de desagravo”, os prefeitos afirmam que “a interferência externa que resultou na intervenção sofrida pelo Partido Republicanos no Rio Grande do Norte configura um claro ataque a democracia” e se declaram insatisfeitos “com a tentativa de alguns em alterar os rumos da legenda, com interesses inconfessáveis”.

A desfiliação coletiva de todos os prefeitos filiados ao Partido Republicanos em forma de protesto, foi, segundo a nota, “a maneira encontrada para mostrar que nenhum ataque articulado em gabinetes em Brasília será aceito passivamente sem consequências políticas no Rio Grande do Norte”.
Tribuna do Norte