sábado, 28 de maio de 2022

Chuvas deixam ao menos 33 mortos no Grande Recife, diz Defesa Civil

Apenas nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 28 mortes. Comunidade Jardim Monte Verde, na Zona Sul do Recife, foi área mais afetada
A Defesa Civil de Pernambuco disse, neste sábado (28), que ao menos 33 pessoas já morreram por conta das chuvas na Região Metropolitana do Recife. Apenas nas últimas 24 horas, foram 28 mortes. As outras 5 vítimas são das chuvas da última quarta-feira (25).

Segundo a Defesa Civil, a maioria das vítimas deste sábado (28) são da comunidade Jardim Monte Verde, na Zona Sul do Recife. Dezenove pessoas morreram vítimas de deslizamento por lá.

Além disso, também neste sábado (28), a Defesa Civil relatou outras 6 mortes no município de Camaragibe.

Outras duas vítimas fatais foram relatadas pela Defesa Civil na capital pernambucana do Recife. De acordo com o governo de Pernambuco, essas duas mortes foram em decorrência de deslizamentos ocorridos no Córrego do Jenipapo e no Sítio dos Pintos.

Por último, a Defesa Civil afirmou neste sábado (28) que uma criança morreu no município de Jaboatão dos Guararapes.

Até a tarde desta sexta-feira (27), também já haviam sido confirmadas outras quatro mortes em Olinda e uma em Jaboatão dos Guararapes.

Em Olinda, das quatro mortes, três foram provocadas por deslizamentos de barreiras e uma de um motociclista que tentou atravessar uma área alagada. Em Jaboatão dos Guararapes, um homem morreu arrastado pela correnteza após tentar salvar o animal de estimação.
Desabamentos, alagamentos e famílias desabrigadas

Neste sábado (28), fortes chuvas voltaram a atingir Recife, provocando ocorrências de desabamentos e diversos pontos de alagamento. Segundo a prefeitura da capital pernambucana, nas últimas 96 horas, algumas regiões registraram um acúmulo de 443 milímetros.

“A Central de Operações da Codecipe recebeu dos municípios, o registro de que 516 pessoas estão desalojadas e 249 pessoas estão desabrigadas”, informou o governo de Pernambuco, em nota, neste sábado (28).
No Recife a chuva teve início às 16h desta sexta, 27, e continua sem intervalo neste sabado, 28. A previsão é de mais chuvas no grande Recife e fora da capital. imagens de alagamento na rua da Aurora no centro do Recife / ESTADÃO CONTEÚDO

Segundo as autoridades, as desabrigadas foram acolhidas em equipamentos comunitários articulados pela entidade, nos bairros da Linha do Tiro, Coqueiral, Várzea e Campina do Barreto, enquanto as famílias desalojadas estão em casas de amigos e parentes.
Escolas como forma de abrigo

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), publicou, neste sábado, no Twitter: “Ativamos o Plano de Contingência para enfrentar as chuvas causadas pelo rigoroso fenômeno Ondas de Leste – em alguns pontos o acumulado chega a 428 mm nas últimas 96h.”

“Estamos abrindo as escolas nos locais mais críticos para reforçar a oferta de abrigo e pedimos que as pessoas evitem ao máximo as locomoções pela cidade”, acrescentou o prefeito.

A prefeitura alertou que os moradores que vivem em áreas de risco procurem por locais seguros como casas de parentes ou amigos.

Mais tarde, o prefeito decretou situação de emergência em Recife. “Decretei situação de emergência no Recife, para dar maior agilidade no suporte às famílias atingidas pelas fortes chuvas geradas pelo fenômeno Onda de Leste”, escreveu no Twitter.

Desde a madrugada de quarta-feira (25), cerca de mil servidores das Secretaria Executiva de Defesa Civil, da Autarquia de Limpeza e Manutenção Urbana (Emlurb), da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), Guarda Municipal Civil do Recife (GMCR), além de equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social que estavam de prontidão realizaram diversos atendimentos à população.
Fortes chuvas na região metropolitana de Recife (PE) deixam ao menos 30 mortos / Reprodução/ CNN Brasil
“Todo o efetivo dos Bombeiros está de prontidão”
No Twitter, o governador pernambucano Paulo Câmara (PSB) publicou que todo o efetivo do Corpo de Bombeiros que atua na Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e Agreste está de prontidão durante este final de semana.

“Até às 6h da manhã de hoje, 20 municípios já ultrapassam 100 mm de chuva, entre eles o Recife (209 mm) Jaboatão (215 mm) e São Lourenço da Mata (200,2 mm). Itapissuma foi a cidade com maior precipitação, registrando 318 mm”, escreveu Paulo Câmara.

O governador também antecipou a nomeação de 92 novos soldados do Corpo de Bombeiros para ajudar nos resgastes e solicitou apoio do Comando Militar do Nordeste.

“Seguimos trabalhando junto aos municípios para auxiliar no que for necessário”, acrescentou.

O Ministério do Desenvolvimento Regional informou que “uma equipe da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil chegará amanhã ao Estado”.

*Diego Barros, da CNN, contribuiu para esta reportagem
Vista de alagamento na Zona Oeste de Recife (PE), após fortes chuvas que castigam a capital pernambucana neste sábado (28) / MARLON COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO