sexta-feira, 12 de abril de 2019

Novos etilômetros: Mel de própolis com álcool pode levar motorista à prisão

Um teste feito em Caicó com a equipe da Lei Seca do DETRAN do Rio Grande do Norte, que realiza curso de nivelamento para a Polícia Rodoviária Estadual, constatou que a ingestão de própolis contendo álcool de cereais observou concentração de 0.49 mg/l de etílico por litro de ar, o que leva o motorista à prisão.

Mas calma! Caso o condutor tenha de fato ingerido algum medicamento, similar ou licor contendo álcool, como vemos na imagem acima, o teste é refeito a partir de 15 minutos após o primeiro, e notadamente o equipamento já vai observar uma significativa queda na concentração de álcool (mg/l).

Qual é a punição o motorista que for pego embriagado?

Atualmente, a multa gravíssima é de R$ 293,47, mas esse valor por 10, chegando a R$ 2.934,70. Além da punição no bolso, o motorista tem a CNH recolhida, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Posso ser preso?

Sim. O motorista que for flagrado com concentração igual ou superior a 0,3 mg de álcool por litro de ar ou de 0,6 g/L no sangue pode ser multado pelo artigo 165 e também enquadrado em crime de trânsito (artigo 306).

E se eu me recusar a soprar no bafômetro?

O motorista que se negar a fazer o teste, mesmo que não aparente embriaguez, é punido da mesma forma que o motorista alcoolizado, ou seja, multa de R$ 2.934,70, suspensão por 12 meses e retenção do veículo.
Por Jair Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário